Depois de cinco a sete anos construindo modelos estatísticos e manipulando conjuntos de dados, os cientistas de dados podem informar e executar quase todas as decisões estratégicas no nível da empresa. Muitos cientistas de dados progridem para funções de engenheiro de aprendizado de máquina. Na indústria de tecnologia, por exemplo, cientistas de dados estabelecem uma base (de dados) sólida para realizar mapeamentos robustos. Em seguida, eles usam experimentos virtuais, entre outros métodos, para alcançar um crescimento sustentável através destes dados.

Salário

Para ambos, é necessário conhecimento em SQL (Linguagem de consulta estruturada), porém os cientistas precisam desenvolver outras habilidades técnicas, incluindo programação. A função principal do analista é pegar um conjunto amplo de dados e transformá-lo em informações que possam ajudar a empresa a tomar decisões. Além de identificar, os analistas de dados também precisam comunicar, a partir de apresentações, gráficos ou relatórios, o que esses dados revelam.

Beleza, mas e um cientistas de dados?

Mesmo que não precise ter habilidades avançadas de programação ou estatística, quem é analista de dados precisa saber o básico dessas áreas para poder alavancar bastante seu desempenho. Além disso, um cientista de dados também é responsável por visualizar os resultados de forma clara e compreensível. Eles criam gráficos, relatórios e painéis interativos para comunicar os insights derivados dos dados, facilitando a tomada de decisões estratégicas pelos stakeholders. Como todos os cientistas, os cientistas de dados não só realizam as suas análises, mas também apresentam as suas descobertas a outros. Quer isso signifique comunicar com a direção da empresa, o governo ou o público, um data scientist deve fornecer informações claras e úteis.

Prepare-se para um nova carreira em Análise de Dados, uma área em forte crescimento.

De acordo com o Glassdoor, em média, o salário de analista de dados em São Paulo é de R $4.852. É comum que profissionais das áreas de Administração, Contabilidade e Business Intelligence https://www.fm105.com.br/ciencia-de-dados-inteligencia-artificial-se-une-a-big-data-para-criar-modelos-preditivos/ invistam nessa carreira pela afinidade com número, planilhas e tomada de decisões. Dessa forma, a pessoa que atua como analista de dados precisa ter uma visão ampla de todo o ciclo.

analista de dados ou cientista de dados

vantagens de encontrares um emprego como data scientist pela randstad

  • Esta tarefa cabe aos data scientists, que são analistas especializados com profundos conhecimentos de tecnologia e estatísticas.
  • A tecnologia sempre esteve na vanguarda de quase todas as profissões conhecidas pelo homem.
  • Por exemplo, configurando grandes armazéns de dados e fundindo dados de várias fontes.
  • Além disso, o cientista usa outras linguagens, como R e programas como Tableau e Azure Machine Learning.
  • Outra opção é estudar Ciência de Dados voltado para alguma área que você já tenha domínio, como marketing ou administração.

A análise de dados foca, principalmente (porém não somente) em extrair informações específicas que possam ser utilizadas diretamente para resolver problemas, ou automatizar processos (em alguns casos, como o meu). Existem vários tipos de análise de dados, porém o ponto principal é sempre o foco em insights (informações valiosas que podem mudar o rumo da empresa), tendo o analista que inferir algo por meio de dados. Existem algumas diferenças fundamentais quando se trata do conjunto de habilidades de cientistas e analistas de dados. Por exemplo, os cientistas de dados precisam saber como usar aprendizado de máquina e estruturas de grande escala. Os cargos de analista de dados e cientista de dados podem parecer iguais ​​para quem está fora da área, mas, na verdade, essas duas funções são muito diferentes.

  • Eles são eficientes na escolha e resolução dos problemas certos que podem ajudar uma empresa a se destacar.
  • Espera-se que essas pessoas coletem, analisem e interpretem conjuntos de dados, pouco a pouco, para revelar padrões significativos neles.
  • Assim, não só é capaz de apontar caminhos, mas também utiliza conhecimentos em programação para arquitetar processos, utilizando os dados que possui para criar novas soluções.
  • Estes dados podem controlar tudo, desde os fluxos de tráfego aos hábitos de compra dos consumidores, passando pelos padrões meteorológicos.
  • Esse ciclo abrange desde a limpeza e modelagem de dados até a fase em que os dados podem ser visualizados e interpretados para tomada de decisões.

Dado que ML pode teoricamente ser aplicado a quase qualquer problema imaginável, os Cientistas de Dados são incrivelmente procurados à medida que as organizações tentam otimizar seus negócios e agregar valor aos clientes. O papel mais especializado (e, portanto, melhor remunerado) no universo dos dados é o de cientista de dados. Desde a preparação de dados não estruturados e análise de Big Data até à construção de modelos e geração de resultados que têm impacto no desempenho da empresa. Estas são apenas algumas tarefas que permitem aos cientistas de dados fazer a diferença para o seu empregador. Uma boa compreensão de estatística é o maior requisito para seguir uma carreira como cientista de dados. Claro, as competências técnicas são uma mais-valia e dão-te vantagem sobre outros candidatos.

Os analistas comparam dados estatísticos para identificar tendências e padrões, enquanto os cientistas de dados criam estruturas e modelagem de dados para capturar dados. Independentemente das diferenças e semelhanças, essas duas profissões desempenham um papel fundamental e há muito curso de cientista de dados espaço para crescimento profissional com um amplo mercado de atuação. O volume de dados gerados continuará aumentando e cada vez mais as empresas perceberão a importância de desenvolver uma cultura data-driven, onde a análise de dados está no centro das estratégias corporativas.